Falando sobre "Circo dos Horrores", de Darren Shan

Screenshot do filme "Circo dos Horrores: O Aprendiz de Vampiro"


Sabe quando você começa a ler uma série nova sem dar nada, e de repente se vê em completo desespero à espera dos próximos livros? É algo tão raro de acontecer, mas também tão bom. E aconteceu comigo.


Encontrei esse livro numa livraria, por total acaso. Tinha acabado de terminar todos os livros da coleção Rua do Medo, do R. L. Stine, e estava procurando novos livros de suspense/terror/mistério pra ler. Encontrei um exemplar meio amassado, jogado no fundo de uma prateleira e vi um comentário da J. K. Rowling na contracapa.




Um livro arrebatador... cheio de reviravoltas que deixam o leitor sedento por mais.



Precisava de mais argumento? Comprei o livro na hora, mesmo estando um tanto danificado. Assim que cheguei em casa, digitei "Cirque du Freak" no Google, sedento atrás que qualquer informação útil (sempre faço isso quando compro um livro novo), e descobri que o primeiro volume da série estava completamente esgotado no Brasil.


Pois bem. Me sentindo a pessoa mais sortuda da terra, comecei a leitura.


É de conhecimento geral dos blogueiros de todo o país que os preços dos livros da editora Rocco são um pouco salgados, mas dei sorte com essa série. Paguei cerca de R$26,00 a R$28,00 em cada exemplar da série. E ainda bem que foi assim mesmo porque, caso contrário, estaria completamente falido a uma hora dessas pois trata-se de uma coleção com 12 livros, subdivididos em quatro trilogias.

Trilogia Sangue Vampírico


1. Circo dos Horrores
2. O Assistente de Vampiro
3. Túneis de Sangue

Aqui é a hora da introdução aos personagens e a trama. Não deixe se enganar! Mesmo aqueles personagens que parecem totalmente descartáveis podem (e vão!) ser usados pelo autor novamente numa próxima trilogia.

Destaque para o primeiro e segundo volume. Sobre o terceiro, você tem aquela impressão de que é um livro totalmente desnecessário. Não é bem assim, é claro. Como já disse anteriormente, o escritor faz um bom uso de tudo no final - assim como J. K. Rowling fez em Harry Potter, criou conexões muitíssimo inteligentes.

Ainda assim, é o que menos gosto - não só dessa trilogia, aliás, de toda a série. Não por ser ruim, não, muito pelo contrário. Mas sim por todos os outros serem melhores.

Trilogia Ritos Vampíricos


4. A Montanha do Vampiro
5. Provas Mortais
6. O Príncipe Vampiro

Meio da história, mais personagens novos, cenários diferentes... essa trilogia é a mais independente de todas. Na minha opinião, o autor poderia simplesmente ter juntado cada trilogia em um livro só e fazer uma série de quatro atos porque cada volume tem, no máximo, 200 páginas (na edição brasileira). E separadamente falando, alguns - como A Montanha do Vampiro -, são bem enfadonhos.

Aí, pra compensar, o quinto livro, Provas Mortais, é cheio de ação e um dos meus favoritos (me lembrou muito de Harry Potter e o Cálice de Fogo). O sexto ato, então, nem se fala.

Trilogia Guerra Vampírica


7. Caçadores do Crepúsculo
8. Aliados da Noite
9. Assassinos da Alvorada

Aqui, a porra começa a ficar séria. Tem a apresentação de uma nova profecia (que me lembra muito de Harry Potter e a Ordem da Fênix), mais novos personagens, novas tramas... e o nono livro. Meu Deus, o nono livro!

É uma coisa que te destrói, que te faz pensar nessa série por dias e dias. E como eu não encontrei os próximos volumes em nenhuma livraria daqui da minha cidade, tive que comprar online os três últimos livros online e esperar mais umas duas semanas.

Trilogia Destino Vampírico


10. O Lago das Almas
11. Senhor das Sombras
12. Filhos do Destino

Acho que não preciso nem dizer o quanto eu amo essa última trilogia. Tanto quanto eu amo Harry Potter e as Relíquias da Morte e A Esperança.

Destino Vampírico começa com O Lago das Almas, que foge um pouco do tema principal, mas não por enrolação. Tudo é muito necessário e a história inteira se conecta em Filhos do Destino (que, aliás, tem um título muitíssimo literal), onde percebemos o quão genial o autor é.

Só posso dizer que essa série me divertiu tanto quanto (se não mais que) Harry Potter e eu sinceramente não compreendo o motivo dela não ser muito conhecida nem aqui no Brasil quanto menos no exterior. Enfim, recomendo sem precisar pensar duas vezes. É uma série bastante longa, mas com livrinhos curtos, cheios de cliffhangers, escritos por um autor que definitivamente sabe o que está fazendo e prende o leitor da melhor maneira possível.

Até quando temos a impressão de que a história não tem motivo pra continuar (sentimos isso, basicamente, em Túneis de Sangue e principalmente em O Príncipe Vampiro), nos sentimos tentados a ler as próximas aventuras mortais de Darren Shan.

Na ordem: Darren Shan, autor da série A Saga de Darren Shan. E o ator mirim Chris Massoglia, escolhido para interpretar a versão mais nova do mesmo na adaptação da série de livros "Circo dos Horrores".

P.S.: Cuidado com a tradução da Rocco. Nos primeiros livros, alguns nomes são modificados. Nos últimos, permanecem o original (Ofídio no início, mas Evra no final) e isso pode causar alguns problemas na interpretação da leitura.
P.S.2: Existe uma adaptação cinematográfica, chamada Circo dos Horrores: O Aprendiz de Vampiro, mas é mais mal adaptada do que Percy Jackson e o Ladrão de Raios. A única coisa boa é que te dá a ideia de imaginar o Lucas (ou Steve, no original) como o Josh Hutcherson. Só. Sério.

por Pedro H. Ribeiro

Redes Sociais

SNAPCHAT

SNAPCHAT

ANÚNCIO