Especial: Closer - Perto Demais

Closer
Postado por Yuri Hollanda

O Estante Nerd abriu um novo Editorial. Agora, toda semana nós postaremos um ESPECIAL. Pode ser um Filme/Livro/Série ou qualquer outra coisa que algum dos NERDS do blog queiram compartilhar com vocês.

A primeira postagem é minha, e eu falarei sobre um filme que, na minha opinião, é simplesmente uma obra-prima. Espetacular. Incrível. Não consigo achar adjetivos melhores para Closer – Perto Demais. Tenho certeza que muita gente já o viu, e essas pessoas ou amaram, ou odiaram. Porque Closer é aquele tipo de filme que se divide em dois extremos de opiniões. Ou você ama, ou você odeia. Muita gente odeia. Mas muita, muita gente ama. E eu sou uma dessas pessoas.

O filme conta a história de quatro pessoas: Anna, interpretada por Julia Roberts, Dan, interpretado por Jude Law, Alice que é interpretada pela brilhante e magnífica Natalie Portman, e Larry, vivido por Clive Owen. Esses quatro vivem uma história de amor, que começa sendo dois casais, e depois transforma-se num quadrado amoroso e os quatro acabam sendo interligados em uma só história.

Os Quatro

Dos quatro atores, dois receberam indicações ao Oscar de 2005. Natalie Portman e Clive Owen, por Melhores Atores Coadjuvantes. Não entendo a categoria das indicações, já que os quatro são os principais do filme, e Natalie e Clive são os que mais tem cenas. Mas acho que a academia priorizou os nomes de Julia Roberts e Jude Law. Lembrando que Natalie não era tão privilegiada na época, talvez por isso não tenha ganhado. (Na época, perdeu para Cate Blanchett). 

Aliás, nenhum dos dois levou a estatueta. Clive Owen perdeu para Morgan Freeman. E Closer não foi indicado a mais nenhuma categoria da Academia. Porém, o filme levou Dois Globos de Ouro. As indicações foram a mesma do Oscar: Melhor atriz Coadjuvante para Natalie Portman, e melhor ator coadjuvante para Clive Owen. Ambos ganharam. Mais do que merecido.

Oscar - Closer

Devo dizer que na minha concepção, Closer é o filme mais sincero sobre relacionamentos que até hoje tive o prazer de assistir. Sou extremamente fã desse filme. E muita gente o subestima por achar que é o do Woody Allen! O filme NÃO É do Woody Allen. Allen é apenas produtor. O filme, na verdade, é dirigido e roteirizado por Mike Nichols, que dirigiu também “A Primeira Noite de um Homem”, e a série “Angels in America”. (Lembrando que não tenho NADA contra o Woody Allen. Eu adoro os filmes dele, mas só esclarecendo essa informação, pro pessoal que subestiam Closer).

O Filme tem umas passagens filosóficas, como qualquer coisa que tenha o dedo do Woody Allen. São frases maravilhosas, a maioria dita por Natalie Portman, interpretadas magnificamente. Frases como “Porque você não deixa eu te amar?”, “Nunca ninguém irá amar você como eu amo”, “Todo mundo ama uma grande e gorda mentira”, podem ser vistas no filme.

- Sobre o que você estava tão triste? - Vida.

- Sobre o que você estava tão triste?
- Vida.

Diálogos são o ponto alto de Closer. Eles são incríveis. Ditos com paixão, você consegue sentir o ódio, a felicidade, a sinceridade das palavras. Atuações incríveis, dos quatro. Cenas como a clássica da boate, contracenada por Clive Owen e Natalie Portman, onde a personagem de Portman, Alice, e o de Owen, Larry, conversam sobre seus namorados (Dan, e Anna) que os traíram. É uma cena incrível, uma das minhas favoritas.

Alice volta para a boate de stripe tease, depois de alguns acontecimentos no filme (não contarei, para não estragar a surpresa), e encontra Larry lá. Ele reconhece ela, claro, mas ela finge não o conhecer. Toma uma personalidade irônica, e safada. Tem umas linhas e cenas que você fica de boca aberta. Como Natalie Portman abaixando até o chão, a expressão do personagem homem das cavernas de Owen, ele pedindo para ela abrir as pernas... incrível! É tudo incrível nessa cena.

377777-nataliecloser3

Outra cena de diálogo incrível é a de Julia Roberts e Clive Owen. Ele volta de viagem, e percebe que ela o traiu com Dan. Claro, como sendo um homem das cavernas, ele age agressivamente. Não a agride, mas grita muito, pede informações um tanto quanto perturbadoras (o local onde eles fizeram sexo, se ela gostou, que posição...). Tem linhas de falas incríveis, e Julia Roberts atua muito bem. Os dois, os quatro! Jude Law também tem cenas incríveis. As discussões de Dan e Alice são as melhores. Uma em particular, me deixa extasiado só em ver. É perto do final esplêndido do filme, e os dois tem uma discussão de cair o queixo.

tumblr_m801j9Zvsb1r1kqnho1_500


Pro final, deixei a abertura do filme. É uma das melhores aberturas que eu já vi! Embalada pela incrível “I Can’t Take My Eyes Off Of You”, de Damian Rice. É uma cena incrível de linda, o momento em que os olhos de Alice e Dan se encontram pela primeira vez. E ela faz um paralelo com a última cena do filme. Essa é a cena que Alice fala uma das frases mais famosas do cinema. Com certeza você já a ouviu em algum lugar, em algum outro filme, série, etc. Deixo vocês com esse gif maravilhoso. Até o próximo DA SEMANA.

Olá, estranho.
 Olá, estranho.

Redes Sociais

SNAPCHAT

SNAPCHAT

ANÚNCIO