REVIEW: Hannibal "Buffet Froid" (S01E10)

10 - Buffet Froid.mkv_snapshot_16.57_[2013.06.01_23.30.58]Sinopse:
A equipe investiga o assassinato de duas vítimas cujos rostos foram mutilados da mesma maneira. Pela primeira vez, Will contamina uma cena de crime pensando que cometeu o primeiro assassinato, e um exame revela sua doença.

Por Alina Oliveira
Desde o promo esse episódio tinha um ar de sobrenatural nele, o que até a metade do episódio ainda dava pra sentir. Mas claro, que não teve nada de sobrenatural, mostrando que até as coisas mais estranhas tem alguma explicação psicológica. Não teve serial killer essa semana, apenas duas vítimas, porem elas já valeram o trauma (trabalho cenográfico muito bom, os corpos ficaram ótimos). O episódio é centrado em Will, muito mais do que já foi em algum outro episódio.

Will está no limite, psicologicamente falando, seus blackouts estão cada vez mais frequentes e maiores, ele fala disso com Hannibal que cada vez mais o pressiona, plantando ideias bem fundo na mente de Will e o manipulando. Nesse episódio ele começa a achar que pode ser o responsável pelo assassinato, porem, tem o discernimento necessário para saber que isso é apenas sua mente pregando peças.

Hannibal leva Will para fazer alguns testes, Will torce para que seus problemas sejam físicos e não psicológicos. Na minha opinião, Hannibal tem algo a ver com todos essas coisas que vem ocorrendo com Will, de alguma forma ele está piorando o estado mental de Will, acho isso principalmente depois da conversa misteriosa que Hannibal tem com seu colega, Dr. Sutcliffe, a quem ele levou Will para fazer os exames. Deu a entender que ele está enganando Will de alguma forma, pode não ser desde o começo, mas em algum nível é culpa dele a gravidade de seus problemas mentais.

Crawford se mostra cada vez mais aliado a Will, mesmo que seja do jeito dele, bem rude e autoritário, ele se sente absolutamente culpado pelo estado de Will. Hannibal tenta manipula-lo também, mas algo, talvez a experiencia, em Jack faz com que ele sempre tenha um pé atrás. O que não era muito comum nos primeiros episódios, quando ele costumava ir jantar (CARNE HUMANA!) na casa de Hannibal todo o episódio, mas de uns episódios para cá isso tem mudado.

O caso dessa semana vai dar frutos para o próximo episódio, a garota tem uma doença que a faz pensar que está morta chamada Síndrome de Cotard, além de não conseguir enxergar rostos. Isso faz com que ela mate uma amiga de infância, depois de algum tempo sumida. Ela forma uma ligação com Will quando ele volta a cena do crime para analisar, e assim começa a segui-lo. Hannibal tira vantagem disso e mata Dr. Sutcliffe, que havia descoberto o que Hannibal vem fazendo com Will (???). A garota testemunha esse crime, porem não é capaz de enxergar rostos. Então, Will consegue levá-la para o FBI viva, ao que tudo indica, teremos uma segunda Abigail (ou não... quem sabe), Will vai se sentir ligado a ela e Hannibal vai ficar preocupado em ser apontado como o assassino. Muita tensão.

Enfim, o episódio foi mediano. Levantou mais perguntas do que respondeu as antigas, quero muito saber o que é que Hannibal vem fazendo com Will e o que será da garota que eles salvaram. Falta agora apenas 3 episódios para a temporada terminar, duvido muito que até lá já estejam desconfiando do Hannibal, não do jeito que as coisas estão indo. Porem assim não da pra continuar, a série, por mais brilhante que seja, vai se tornar cansativa se a próxima temporada for o mesmo que essa está sendo. Vamos aguardar e ver o que será desses episódios que restam, e comemorar que vai ter segunda temporada! VIVA NBC!

Nota do episódio 8,0

obs. Que estranho ver o Hannibal sem rosto, arrepiante.

Promo do próximo episódio (VAI SER LOUCÃO!):


Redes Sociais

SNAPCHAT

SNAPCHAT

ANÚNCIO