REVIEW: Hannibal "Róti" (S01E11)

11 - Rôti.mkv_snapshot_29.33_[2013.06.09_00.52.08]
Por Alina Oliveira
Sinopse:
Dr. Gideon escapa da custódia da polícia e está caçando os psiquiatras que fizeram o seu perfil de criminoso. Will e o time tentam encontrá-lo e, para isso, seguem o blog de Freddie Lound antes que Gideon chegue a Alana.

Faltando apenas dois episódios para terminar a temporada, a série para de enrolar e segue com os storyline da loucura do Will. Voltamos a Dr. Gideon, para nos fazer lembrar de Silencio dos Inocentes, sempre bom. O ultimo episódio foi bom, porem esse é incrível, trouxe de volta a qualidade que vemos nos primeiros.

Dr. Chilton – personagem apresentado no episódio 6 (Entrée), psiquiatra responsabilizado por Dr. Abel Guideon, que está preso por ter matado sua mulher e filhos na mesa de jantar, bem parecido com o Hannibal em O silencio dos Inocentes (só para dar aquela lembradinha) – vai jantar (CARNE HUMANA!) com Hannibal e chora suas mágoas por ter que depor sobre as acusações dele ter sido ele quem fez Dr. Gideon pensar que é o Chesapeake Ripper. É uma conversa lindamente recheada de duplos sentidos, como “Eu não tenho interesse em entender ovelhas; apenas come-las” e “Parece como uma última ceia”, além do fato dele ensinar ao Dr. Gideon como se manipular um paciente direito.

O episódio também gira em torno da responsabilidade pelas mortes, primeiro a do Dr. Chilton pela morte da enfermeira, a da Dr. Bloom por também influenciar Dr. Gideon a achar que Dr. Chilton o havia plantado a ideia de que ele é o Chesapeake Ripper, e como sempre a de Will por matar Hobbs no primeiro episódio (que foi o estopim de todo o problema mental).

A cena em que Will reconstrói o assassinato é (como elas sempre são) incrível. Na minha humilde opinião, Hugh Dancy faz um trabalho ótimo nessa série, não entendo a raiva que algumas pessoas tem dele (... mas chega de reclamar, né), a sequencia de luta dele é muito boa. E o que dizer dos órgãos que Dr. Gideon deixa pendurados nas arvores? Nossa, de revirar o estomago. Interessante como ele as deixa lá para dizer que, diferente do Chesapeake Ripper, ele não tem interesse nenhum de guardar os órgão, um recado para quem ainda acha que ele é o Ripper, alem de, como Crawford diz, chamar atenção do Ripper.

Will está pirando legal novamente, e agora suas ilusões acontecem enquanto ele está acordado, seu estado mental está degradando terrivelmente rápido e Will está aterrorizado com isso. O episódio começa com ele pirando em seus sonhos e rapidamente ele começa a alucinar fora dos sonhos, primeiro com o totem de corpos da praia (pobre coitado vive em constante terror), depois vê a sala cheia de cifres de veados na reunião do FBI, decide que é melhor falar com seu psiquiatra sobre o assunto (uma boa ideia, se o psiquiatra dele não fosse um psicopata canibal). Will acha que não é mais ele mesmo, que está ficando louco, e como sempre ele tende a sentir exatamente o que o “caso da semana” sente, dessa vez é Dr. Gideon, que como Will, acha que não é ele mesmo (Will é extremamente empático, como disse Hannibal em episódios anteriores).

FANGIRL TIME!

E é hora de shipar (para mim!), Will e Alana conversam quando ele vai avisar a ela que vai ser posta sob vigilância e Alana manda ver no flerte! “Seria legal se aconchegar com seus caos na frente do um aquecedor” E Will não fica atrás! Manda um “você não precisa estar sob vigilância para se aconchegar com meus cães...ou eu, no caso” Meu Deus, que cena fofa! E desajeitada. Não vejo a hora deles se amarem!

PRONTO ACABOU A FRESCURA!

E aí aparece de novo Freddie Lounds. Dr. Gideon meio que a sequestra, digo meio, pois ela obviamente tá achando tudo muito legal, assustador no começo, mas profundamente interessante (outra psicopata para a série...). Depois da morte de matar seu antigo psicólogo Dr. Gideon leva Lunds com ele, na cena do crime Will percebe que Dr. Gideon está atrás de todos os psicólogos que o trataram, na sua crise existencial. O próximo na lista é Dr. Chilton, e o que Dr. Gideon faz com ele é, até agora na série, a coisa mais chocante que eu vi, anestesiou Chilton do pescoço para baixo o deixando consciente e então reorganizou seus órgãos com ele ainda vivo (chocante).

Will começa a se sentir doente, fisicamente. Então Will começa a alucinar com o veado de novo, como em seus sonhos e acha Dr. Gideon. Porem, ele está num estado completamente lunático por causa de sua febre alta, e enxerga Hobbs ao invés de Dr. Gideon. O leva assim direto para o Chesapeake Ripper, Sr. Hannibal Lecter. Essa é a melhor cena do episódio, Hannibal faz com que Will entre em colapso e tenha uma pequena convulsão, e Dr. Gideon e Hannibal conversam. Hannibal então manipula Dr. Gideon e Will a irem atrás de Alana Bloom. E faz isso de uma forma tão graciosa que é inacreditável, lindo de se ver, é sutil e só pressiona o necessário para que atinja o objetivo. Enquanto fala para Will que Dr. Gideon com certeza foi atrás de Alana, o avisa de que não deve sair de lá, mas também deixa a arma de Will em cima da mesa a sua vista depois que sai. Lindo o ver voltar para a sala assim que Willl foge para ir atrás de Dr. Gideon.

A cena que Will e Dr. Gideon conversam sobre seus problemas mentais é muito boa também. Falam enquanto olham para Dr. Bloom de longe. Will chega ao ápice da sua loucura, e mata Dr. Gideon e logo depois desmaia.

Aparentemente, Will está com uma infecção – desconhecida – e acaba internado. E Hannibal faz a sugestão a Crawford de que Will pode estar incapacitado depois de todo esse trauma, que talvez, quando ele acordar no hospital, seja uma pessoa diferente (pobre Will, Hannibal mestre da manipulação).

As cenas das consultas de Hannibal com seu psiquiatra, mostram muito da personalidade dele, porem é difícil saber o que tem fundo de verdade e o que faz parte do personagem que ele representa.
O episódio é incrível, e move bastante a trama da série, agora Will vai ter que viver com mais um morte em sua consciência, se ele vai aceitá-la ou não ainda vamos descobrir, mas dificilmente ele vai se dar bem nessa história. Ainda estou esperando alguém realmente importante começar a desconfiar de Hannibal ou pelo menos chegar perto disso.

Nota do episódio: 10

Obs. 1 A mudança de cena da conversa de Gideon com os policiais e a abertura da série é linda ein! Deixa, de maneira sutil, claro que ele fugiu e matou os dois (sangue na camisa de linho branco <3, visualmente perfeito). E isso se repete na segunda vítima de Dr. Gideon, Quando corta a cena dele falando com Lunds e a mudança para a próxima cena, dela descobrindo o corpo do outro médico, dessa vez é uma bolsa de sangue se enchendo. De novo, visualmente instigante e perfeita.
Obs. 2 Não gosto da Freddie Lounds.
Obs. 3  Ainda não entendi qual é a desse veado... não pode ser só por causa dos chifres que o Hobbs tinha na casa dele.
Obs. 4 Sorria Will! =) (Even if you don't feel like...)

Promo do próximo episódio! Penultimo! Quem já tá sentindo falta deixa um comentário! (sonho)

Redes Sociais

SNAPCHAT

SNAPCHAT

ANÚNCIO