Review: Hannibal "Yakimono" (S02E07)

Sinopse
Quando Miriam Lass é encontrada viva por Jack, ela se torna a melhor esperança do FBI de identificar o Estripador de Chesapeake. Mas a memória embaçada dela complica a busca.

Mais uma vez o episódio segue o padrão dos últimos, começa meio devagar e termina incrível, isso meio que está se tornando a formula da temporada, não que eu esteja reclamando, de maneira alguma a qualidade abaixou. Mas seria bom uma mudança de vez em quando. De qualquer maneira, o episódio vai mostrar principalmente Hannibal redirecionando a culpa para outra pessoa, já que Will foi inocentado dos crimes. 


Agora que Miriam Lass foi liberada do cativeiro por Hannibal, Jack tem que tentar descobrir se ela sabe de algo, se consegue identificar quem é o Chesapeake Ripper. Obviamente, pelo bem do suspense, ela não vai conseguir identificá-lo, fica claro que Hannibal usou algum tipo de coerção psicológica como usou em Will para bloquear as memórias dela durante os dois anos que a manteve presa. 

A volta dela atinge Jack diretamente, ainda mais pelo fato dela achar que ele nunca desistiu de procurá-la, que claro, ele desistiu. A culpa que ele sente é enorme, e eu imagino que essa tenha sido uma das maiores razões para Hannibal nunca tê-la matado, a outra sendo ele poder incriminar outra pessoa pelos seus crimes, já que Will não é mais o suspeito.

O primeiro e principal suspeito que Miriam vê é Hannibal, enquanto ela o observa, Hannibal e Alana tem uma conversa, que só serve para nos de deixar cada vez com mais raiva dela e do amor cego que está criando por Hannibal. Claro que é compreensível ela cair na dele, ele é manipulativo e ela estava emocionalmente frágil com tudo que estava acontecendo com Will, porém não tinha nada que ser fácil. Como já era de se esperar, Miriam não o reconhece como o Chesapeake Ripper e assim continua a procura de Jack.

Chilton libera Will, e a conversa deles é ótima. Will avisa logo para Chilton que ele é o próximo na lista de Hannibal, uma maneira de pressionar Chilton a denunciar tudo o que sabe sobre Hannibal. Jack recebe Will com a noticia de que Miriam Lass foi encontrada e está viva, o que embaralha um pouco a mente de Will, já que aparentemente não faz sentido nenhum Hannibal ter feito isso, por isso Jack o leva para ver o barraco onde a encontrou. Claro que quando ele começa a direcionar as suspeitas para Chilton fica muito claro o porque de ter liberado ela só agora.

A analise que Will faz do barraco só nos mostra o método do corpo encontrado no episódio passado, que já não importa nem um pouco, apenas que o único motivo dele existir era para trazer Jack para o barraco. Will mais uma vez chega a conclusão certa sobre as intenções de Hannibal, e mais uma vez também não é completamente levado em consideração por Jack, ele avisa que todas as evidencias achadas no momento estão sendo manipuladas e levaram as suspeitas para longe de Hannibal.

Will reencontrando seus cachorros é super fofo, só eles para conseguir por um sorriso no rosto dele, já Alana ainda não aceita que Will tentou matar Hannibal e realmente acredita que Hannibal não é um psicopata. Não tem como não começar a ter raiva dela, sinceramente.

Will e Miriam tem um dialogo bem interessante, os dois passaram por experiências, de alguma forma, similares com Hannibal. Os dois foram manipulados e tiveram suas memórias alteradas, claro que no caso dela foi um tratamento duradouro enquanto com Will foi algo bem mais intensivo, e alem disso ele não perdeu um braço para isso, só perdeu a sanidade.

A cena em que Will confronta Hannibal é ótima, a conversa transborda a raiva que Will sente, mas como Hannibal conhece Will muito bem, consegue achar um motivo para que ele não atire em sua cabeça. A curiosidade de Will, a necessidade por respostas vence, e ele não atira, mas da para notar que Hannibal ficou com um medo alí.

E para tornar as coisas bem mais fáceis para Hannibal, Jack leva Miriam até ele para tentar ajudá-la a recuperar a memória. Provavelmente o intuito dele era fazer ela se lembrar de algo que Hannibal tenha feito, mas como já era de se esperar ele condicionou ela a não lembrar de nada sobre ele, mesmo que nos tenhamos visto ela na temporada passada na sala dele. O que pareceu foi que a ligação que Jack toca para ela desencadeia as memórias falsas que Hannibal planta em sua mente sobre Chilton, levando ela a reconhece-lo como o Chesapeake Ripper mais tarde. 

O tal The Wounded Man, que é o design que Hannibal usa em sua próxima vitima deixada para incriminar Chilton, é uma referencia direta aos livros, já que em Dragão Vermelho Will começa a desconfiar de Hannibal quando ele descobre um corpo com esse design que é retirado de um diagrama de livros de medicina da idade média que representava todas as formas que um homem poderia se ferir em batalha (e as maneiras de tratar esses ferimentos).

A incriminação de Chilton é brilhante, ele chegando em casa e ouvindo o barulho do monitor cardíaco parando, abrindo e vendo Gideon morto, simplesmente demais. Ver Hannibal sendo tão direto em suas intenções é algo bem legal também, ele normalmente finge até o fim que não está fazendo nada, só não entendi a campainha quando Chilton desmaia. Se fosse o FBI realmente Hannibal não poderia atender... não entendi. 

Toda a sequencia de Chilton depois que acorda é demais, ele vendo os corpos em sua casa, depois indo pedir ajuda de Will. A incriminação de Chilton é tão perfeita quanto a de Will, é algo quase obvio que ele seria o culpado, a única coisa que fica no caminho disso é que sabemos que Hannibal é quem está por trás de tudo. O desespero de Chilton me faz gostar ainda mais dele, realmente queria que ele saísse dessa.

Mas ele tá longe de sair dessa, e quando Miriam é levada para fazer o reconhecimento de Chilton, ela o acusa de ser o Chesapeake Ripper e atira nele enquanto ele está conversando com Alana. Era de se esperar que o vidro fosse a prova de balas, né mesmo, mas vamos aceitar isso é seguir em frente, um furo na história não desmorona tudo (mas que incomoda, incomoda). Mariam atendeu a seu propósito, e eu imagino que ela vá morrer em breve, antes que comece a se lembrar de Hannibal.

Ao final do episódio, temos Will voltando ao consultoria de Hannibal. A cena mostra bem como ele mudou, agora não é mais tão inênuo como era, ele quer analisar Hannibal da mesma maneira como ele foi analisado. Devemos esperar uma dinâmica completamente diferente das sessões de terapia de agora em diante, e algumas ameaças bem sutis. Tá aí algo que eu não esperava que o Will fizesse, mas vai ser bem interessante de ver.


Obs. Eu imagino que o fato de estarem tornado Alana odiável significa quem não vão matá-la tão cedo, diferente de Chilton, que estava se torando um dos melhores personagens e ai levou um tiro na cara.

Redes Sociais

SNAPCHAT

SNAPCHAT

ANÚNCIO