Review: Game of Thrones 'First of His Name' (S04E05)

Sinopse:
Cersei e Tywin planejam o próximo movimento da coroa. Daenerys discute seus planos para o futuro. Jon parte em uma missão para a Fortaleza de Craster.
Nada muito especial aconteceu nesse episódio, a história está seguindo a passos lentos em alguns plots e em outros está terrivelmente adiantada, mas isso deve fazer sentido para os roteiristas de alguma forma. O episódio vai mostrar principalmente como os Starks estão se virando no momento, deixando de lado alguns personagens importantes como Tyrion, outros são mostrados rapidamente.

Começamos com a coroação de Tommem, mas a cena serve mesmo para mostrar o continuo embate entre Cersei e Margaery, as duas conversam sobre Joffrey e como ele era louco. O interessante da cena é a comparação que se pode fazer com as duas lado a lado, as duas rainhas e tudo o mais. Essa não é uma conversa que eu esperaria da Cersei do livro, mas a série está fazendo mudanças nos personagens desde o começo da temporada e para evitar estresse eu decidi aceitar isso e seguir em frente, então Cersei que formar aliança com Margaery, ok ok.

Durante a conversa de Cersei e Tywin, sabemos que o Trono de Ferro deve muito dinheiro ao banco de Bravos, e que por isso Cersei deve se casar com Sor Loras. Esse assunto de dever o Banco de Bravos ainda deve ser importante mais para frente. Depois vemos outra conversa calma de Cersei, dessa vez com príncipe Oberyn, falando sobre sofrimentos e está longe da filha. Não parece mesmo com a Cersei dos livros, não entendo muito bem porque estão transformando ela numa sofredora, mas aguardo para saber onde vai dar isso.

Um pouco mais de enrolação no plot de Daenerys, enquanto eles discutirem a guerra que está prestes a acontecer na Baia dos Escravos. A cena é mais para mostrar como a relação de Dany e Mormont, e a decisão dela de ficar na Baia dos Escravos e manter os escravos libertos. Então ai fica decidido, que ela ficará em Meereen ao invés de ir para Westeros.

Brienne e Podrick tem cenas apenas para mostrar o quanto eles são fofos, pois não a nada de importante ali. Apenas ficamos sabendo que eles continuam em busca de Sansa. 

Focando nos Starks, Sansa está mais ou menos a salvo com Mindinho, os dois conseguem abrigo no ninho da Águia com sua tia, mas como já sabemos, Lysa não é muito boa da cabeça, muito menos o filho dela. Mas com certeza Sansa vai ser menos perseguida ai, que em Porto Real. Mindinho e Lysa tem uma relação bastante estranha, já que ele claramente não ama ela e está se aproveitando do poder dela, enquanto eles conversam descobrimos que mindinho foi quem mandou envenenar Jon Arryn (coisa que nunca foi dita nos livros, que eu me lembro).

A conversa entre Sansa e Lysa também é algo a se comentar, percebemos o quão paranóica Lysa consegue ser (mas no caso dos ciúmes de Mindinho ela está bem certa), o fato de sempre ter vivido na sombra de Catelyn não fez bem para a cabeça dela. E ainda por cima, Sansa descobre que assim que Tyrion morrer terá que casar com Robert Arryn, filho capenga de Lysa (que é uma criança ainda).

Cão de Caça e Arya tem uma ceninha pequena, mas boa, vemos ela recitando os nome das pessoas que deseja matar, e fica claro que seu ódio por ele continua firme e forte. Eu gosto muito da interação entre os dois, são personagens com bastante personalidade e suas cenas sempre valem a pena serem vistas, mesmo as enrolações.

Por fim, temos Bran e companhia capturado na fortaleza de Craster. Essa é, sem dúvida, a maior afronta possível aos livros, mas novamente vou aceitar e seguir em frente (mas o Jon nem devia saber que o Bran tá vivo ¬¬). A cena é muito boa (tirando o fato de ser uma enrolação pesada do caramba), vemos uma visão de Jojen que mostra uma Árvore Coração, que quem leu os livros sabe o que significa. A ameaça de estupro a Meera é forte, a cena toda é muito boa, Jojen dizendo que tem o dom da visão é demais.

Jon está preparado para emboscar a fortaleza de Craster, e enquanto começa a batalha Locke vai direto libertar Bran, apenas para capturar Bran e entrega-lo ao Trono de Ferro, muito foda quando o Bran entra na pele de Hordon e mata Locke, palmas para essa cena, a confusão de Hordor é demais. Bran então escolhe encontrar o Corvo de Três Olhos e deixa Jon lá. E claro Jon não nota nada já que está bem ocupado perdendo a luta contra Karl, a morte dele é muito legal, espada na nuca. E ainda temos o Fantasma de volta, Uhuuuul.

Enfim, o episódio foi muito mediano, com algumas cenas boas. Foi pura enrolação do começo ao fim, pouca coisa da história realmente teve continuidade, servia mais para dar fim sequestro de Bran, que já foi algo inventado pelos roteiristas. Não me importo muito que façam essas mudancinhas na história nem nada, mas me incomoda e muito que mudem a personalidade do personagem, e isso já vem sendo feito com a Cersei desde o começo da temporada, espero que seja por um bom motivo, ou que seja apenas ela manipulando todos para que culpem Tyrion no julgamento.


Promo do próximo episódio:

Redes Sociais

SNAPCHAT

SNAPCHAT

ANÚNCIO