REVIEW: Revenge – "Revolution" (S03E20)

Sinopse:
Sinopse: Se passando por agente da Segurança Nacional americana, Emily tenta manipular Pascal para conseguir alguma informação que incrimine os Grayson.
A terceira temporada de Revenge, que ia muitíssimo bem até que o arco principal da temporada (aquele do casamento e do tiro que Emily levou) ser resolvido, andou decaindo um pouco na qualidade dos episódios deste então. Sunil Nayar, que assumiu o comando da série no lugar do criador Mike Kelley, fez com que esta temporada superasse em todos os aspectos a terrível segunda, que foi uma confusão sem precedentes de plots, personagens e arcos confusos. Mas esta segunda metade da temporada atual está, em alguns aspectos, me lembrando a segunda, por correr atrás do próprio rabo e parecer não chegar a lugar nenhum.
É fácil de reparar que Sunil enxugou a série em relação a segunda temporada, e tomou diversas atitudes nesta para evitar o principal erro da temporada passada: que ela perca o foco do tema principal, a vingança de Emily contra os Grayson. No final do episódio passado, vimos pela primeira vez Victoria cogitar a possibilidade de Emily estar realizando um plano para vingar David Clarke, o que foi uma boa jogada dos roteiristas para mostrar avanço e ao mesmo tempo enrolar mais um pouco a série, já que Victoria pensa na possibilidade mas não sabe realmente quem Emily é ou quais suas motivações.
Eis que Sunil Nayar decide com sua equipe de roteiristas que é hora de avançar mais no jogo e vemos neste episódio Aiden sequestrando Pascal no meio da rua – sem ninguém perceber, óbvio – e assim, dando um jeito de Emily, que diz ser uma agente da Segurança Nacional, manipular LeMarchal para que consiga alguma informação para incriminar os Grayson de uma vez por todas. Manobra arriscada pra quem vem há 3 temporadas colocando seus planos em prática a passos lentos, bem lentos. Deve ser por conta do final de temporada chegando. LeMarchal cai no plano de Emily, Aiden e Nolan e diz que entrega a ela apenas Conrad, Victoria não. A contragosto, Emily aceita. (Utilizo agora este momento para dizer que os roteiristas precisam entender que o momento de Conrad já passou na série, logo, acredito que seria de muita ajuda para a história se ele morresse, já que pouco ele fez nessa temporada e não faz muita coisa significativa há um bom tempo, além de: ter súbito interesse em empresas que não lhe dizem respeito, ficar num vai-e-vem eterno em cargos de diretoria e em um estou-de-bem-estou-de-mal com os filhos sem fim.).

Mas eis que o clímax do episódio vem e junto com ele o shock value: Conrad, sem mais nem menos, mata Pascal empurrando-o contra a hélice de um helicóptero, no melhor estilo novela mexicana, com jorrada de sangue no rosto e tudo, e claro, Emily chegando bem a tempo de assistir a cena toda. Victoria chega logo depois e chora em cima do corpo ensanguentado, tendo a certeza, em meio as negações de Conrad, que foi ele quem assassinou seu ex-noivo (faço aqui a ressalva de que foi uma lástima eles não mostrarem como a cabeça de LeMarchal ficou).

Essa atitude dos roteiristas em relação a Conrad só faz reforçar a minha opinião em relação ao personagem. Essas medidas extremas servem apenas para contornar a falta de espaço do personagem, que simplesmente fica boiando na série enquanto espera que o plano de Emily finalmente se concretize e seu castigo chegue. O que nos resta é esperar para ver o que Sunil Nayar vai fazer nesses dois últimos episódios. Revenge é o tipo de série que precisa estar sendo sempre movimentada para que ela não perca a graça, e os roteiristas sabem fazer isso. Falta apenas começar a ter desapego com os personagens principais. Ficar matando , castigando e tirando da série os coadjuvantes soa como “falta de colhão” para tomar decisões definitivas. Para mim, personagens como Conrad e Charlotte já passaram da hora de ter algum desfecho. Eles não tem mais utilidade alguma. Que a força esteja com os roteiristas de Revenge! Vamos dar as mãos e esperar um final de temporada decente!

Nota: 7/10

Promo do Próximo Episódio:

André de Oliveira

Redes Sociais

SNAPCHAT

SNAPCHAT

ANÚNCIO