Review | Supernatural - Reichenbach (S10E02)

 

Estaria Dean apresentando algum resquício de humanidade?



O episódio dessa semana começou revelando quem é o caçador que quer se vingar de Dean e o motivo pelo qual está fazendo isso. Cole, aos treze anos, teve seu pai assassinado pelo Winchester mais velho, e desde então o procura atrás de vingança.

Enquanto Sam é mantido refém, Dean continua na curtição e Crowley tenta alertá-lo sobre os perigos da Marca. Segundo ele, Dean será cada vez mais consumido pela sede de sangue, até o ponto de não aguentar mais. Então, ele faz uma proposta: Dean se tornaria o assassino particular dele, matando pessoas que “merecem”. A primeira vítima é uma mulher que traía o marido, que, por sua vez, fez um pacto com Crowley para se vingar. Dean aceita essa tarefa, mas não a executa como o combinado. Ao invés de matar a mulher, ele mata o traído, que se mostrou um idiota. Esse foi o primeiro sinal de que Dean ainda teria alguma humanidade em si, pois teve “pena” (talvez) da mulher.

Já Sam, conseguiu fugir de Cole e volta a seguir o rastro do irmão. Seu captor, ao invés de prendê-lo logo de cara, continua indo atrás dele, para assim, chegar até Dean. Os dois irmãos finalmente ficam cara a cara, mas a relação dos dois não avança muito, digamos assim. Dean continua se negando a receber ajuda, pois na opinião dele ele não precisa. Ele está contente em ser demônio. (Pelo menos é o que aparenta).

Cole finalmente dá as caras e enfrenta Dean. Após revelar o motivo pelo qual quer matá-lo, eles finalmente  caem na porrada. É óbvio que Dean arrebenta Cole. E é aí que vemos mais um indício do possível resquício de humanidade em Dean. Quando teve a chance de matar Cole, ele o deixou viver. Mais tarde descobrimos que ele só fez isso para deixá-lo com a decepção de ter tido a chance de se vingar e não ter conseguido. Mas será que foi isso mesmo? Ao fim do episódio, Sam consegue capturar seu irmão para curá-lo. Resta esperar para ver se ele obterá sucesso.

Agora eu posso estar viajando, mas creio que essa humanidade restante em Dean exista de fato. Pode ser bobeira, mas reparei que ele continua chamando seu irmão de Sammy. Quando humano, ele raramente fazia isso. Ele basicamente só o fazia quando Sam corria risco de vida, ou, às vezes, quando  estava bravo com o irmão.

O plot de Castiel continua sendo o mais morno, pelo menos até agora. Mas não podemos negar que ele deu uma melhorada nesse episódio. Hannah continua querendo salvar Cass, que parece conformado com sua situação. Mas,  parece que ele ainda pode ser salvo. Ele não aceita que Hannah negocie com Metatron para que ele devolvesse sua Graça. Mas, pelo que Metatron fala, Castiel ainda pode recuperar pelo menos um pouco dela. Vamos aguardar os próximos episódios para ver como essa história se desenrola.

E aí, o que vocês estão achando da décima temporada de Supernatural? Acham que Dean tem salvação? Será que ele será curado? E Castiel? Deixe a sua opinião nos comentários!


Veja a promo do próximo episódio:

Lucas Zeferino

Redes Sociais

SNAPCHAT

SNAPCHAT

ANÚNCIO