Review | Supernatural - Soul Survivor (S10E03)


Um episódio com resoluções precoces. Será?


Tanto a promo da semana passada, como a cena divulgada na Comic Con, deram a entender que esse episódio seria decisivo. E foi. Com o irmão preso, Sam começa os trabalhos para curá-lo. 

O episódio é cheio de conversas entre os irmãos, com Dean jogando algumas verdades na cara de Sam. Como por exemplo, o fato de que ele usou (e de certa forma, causou a morte) aquele homem que Dean matou no episódio anterior. Sam induziu o homem a invocar um demônio para que ele pudesse interrogá-lo. Só que, como já sabemos, o tal homem realmente fez o pacto. Dean não mede esforços para fazer o irmão se sentir mal e para deixar bem claro que quer continuar como demônio. Mas Sam não desiste. 

Enquanto isso, Castiel está indo para o bunker para ajudar Sam. No caminho, ele encontra um anjo que quer vingança pela morte de Daniel, lá do primeiro episódio da temporada. O tal anjo quase o mata, mas Cass é salvo por Crowley, que não só acaba com a ameaça, como rouba a sua Graça e dá a Castiel. E parece que o Rei do Inferno cansou de sofrer por causa de seu bromance e da inveja que isso estava causando nos seus servos. Em troca do favor, ele pede para Castiel transformar Dean em humano novamente, mesmo que aquilo o matasse. 

No bunker, temos uma cena que eu achei incrível. Dean consegue escapar da armadilha e começa um jogo de gato e rato com Sam. A sequência foi um pouco longa, mas o clima durante toda a “perseguição” foi tenso. Dean não estava nada contente com toda a dor pela qual Sam o fez passar, e, de fato, tenta matá-lo. E foi por muito pouco. Na hora, Castiel, novamente com seus poderes, o impediu.

No final, apesar dos riscos, Sam e Castiel obtêm sucesso e trazem o Dean humano de volta. Por mais que a cena tenha sido muito previsível, eu gostei. “Bem-vindo de volta, Dean”. Muitos estão reclamando que resolveram a história do Deanmon muito rápido. Eu ainda não sei o que pensar. Eu gostei da forma como isso foi tratado, mesmo que só em três episódios. E claro, gostei do fato de ter o Dean de volta. Se bem que as cenas dele como demônio irão fazer falta.

Ainda temos a história da Marca de Caim, que, como Castiel disse, não foi resolvida, e também a relação dos dois irmãos. Dean tentou matar Sam, e apesar de saber que não estava dentro de si, ele se sente culpado. E também temos a mulher misteriosa apresentada na última cena. Será que ela se tornará a grande vilã da temporada? 

O que vocês acharam do episódio? Comentem!

PS: Parabéns para o Jensen Ackles, que ficou sinistro como Deanmon. 
PS2: O que foi Crowley relembrando seus momentos de bromance com Dean? 


Promo do próximo episódio: 

Lucas Zeferino

Redes Sociais

SNAPCHAT

SNAPCHAT

ANÚNCIO