Review | Supernatural - Dark Dynasty (S10E21)


 A luta para conseguir traduzir o Book of the Damned, que contém uma possível forma de tirar a Marca de Caim de Dean, continua. Rowena segue “ajudando” Sam na empreitada, que também conta com Cass e Charlie. Apesar da proximidade da finale, o episódio parecia inofensivo. Aí está o engano. 

Ao ver a última cena, fiquei sem reação. Não acreditava que os roteiristas haviam feito aquilo. Mesmo depois de muitos surtos no twitter, ainda não conseguia digerir o fato de eles terem matado a Charlie,  uma das minhas personagens preferidas da série. 

Charlie estava envolvida na tradução do livro e foi a primeira a conseguir fazer algum avanço. Isso chamou a atenção do vilão do episódio, que, mesmo estando de refém dos Winchesters, conseguiu fugir e ir atrás de Charlie.

Durante o episódio, também vimos Dean descobrindo sobre o envolvimento dela com a tradução. Óbvio que ele não gostou nada disso. Tanto pelo fato de Sam ter feito isso por suas costas, quanto por estar colocando Charlie em perigo por causa dele. 

Apesar de ainda não ter superado – e muito menos aceitado – a morte de Charlie, gostei do episódio. Não deixo de achar um pouco desnecessária a morte dela, foi algo mais para chocar mesmo. Mas “gostei” da audácia deles. O plot estava prometendo tomar esse tipo de proporção, e é bom vê-los fazendo algo que saia da zona de conforto deles e de quem assiste à série. 



Lucas Zeferino

Redes Sociais

SNAPCHAT

SNAPCHAT

ANÚNCIO