Review | Hannibal - Digestivo (S03E07) e The Great Red Dragon (S03E08)

Digestivo (S03E07)

Sinopse:
Capturados na Itália pela polícia, Will Graham e Hannibal Lecter são entregues à Fazenda Muskrat para aguardar a vingança de Mason. Enquanto Alana traça um plano de resgate, Hannibal lembra a Margot que Mason nunca foi muito bom em cumprir suas promessas.

Aqui vai mais uma review atrasada e por isso dupla, mil desculpas por isso de novo. Mas vamos lá, o sétimo episódio dessa temporada fecha o primeiro arco, nos dando finalmente a tão prometida prisão de Hannibal. Mesmo que tudo tenha acontecido de maneira bem diferente da história que nos conhecemos dos filmes/livros, foi algo bem satisfatório. Foram alguns altos e baixos no episódio, porém com o Mason em cena não tem porque reclamar.

Então vamos ao review, com o final do episódio passado tivemos aquele time jump que nos levou da sala de jantar com Hannibal começando a serrar o tampo da cabeça de Will para a fazenda de Mason. Muita gente ficou confusa com o final, mesmo que achando que não teve onde ficar perdido, mas de qualquer forma, agora temos o que aconteceu entre uma coisa e outra. 

O episódio começa com Comandante Benetti invadindo a sala para capturar Hannibal e Will, e manda assassinar Jack. Claro que Jack não morre, em vez disso Chiyoh salva-o e os dois se unem para prender Hannibal. Achei ótimo como mostraram a visão de Will das coisas enquanto Hannibal serrava sua cabeça, ele enxerga tudo distorcido, nos lembrando de quando ele estava sob influencia de Hannibal e achava que estava fincando doido. O detalhe meio cubista no rosto de todos é muito bem feito.

Agora que Mason tem os dois finalmente, ele pode começar sua vingança, ele começa fazendo seu monologo como ele vai tratar os dois como porcos e tudo mais, é um texto ótimo, e eu aprecio sempre qualquer cena que Mason está, o cinismo do personagem é simplesmente demais. Alana avisa que brincar com comida não é a melhor das ideias no caso de Hannibal, porém Mason continua tentando fazer sua vingança se estender o máximo possível, nem mesmo saber que Jack ainda está vivo e pretende vir atrás de Will e Hannibal o impede de se deliciar um pouco mais em sua posição de poder.

Tanto que ele serve um jantar aos dois, onde ele fala mais do que pretende fazer, e claro é algo bem louco. Comer Hannibal “vestindo” o rosto d Will, isso é algo que já era esperando sem dúvidas, mas que é bem louco é. Cordell também é uma figura, tão sádico quanto Mason, e merece fortemente a mordida que Will dá em sua bochecha. O diálogo entre Cordell e Hannibal é bonita de ver, os dois tem amor por comida muito similar e é incrível como eles discutem com carinho como servir carne humana.

Mason e Margot conversam sobre a relação dela com Alana, e ele começa a falar que já achou uma barriga de aluguel para gerar o bebe Verger que os dois tanto querem, claro que coisa boa não vem daí, já que ele nunca aceitaria o relacionamento das duas fácil da maneira como ele deixou parecer. Alana vai conversar com Will, e ele lhe diz para dar um jeito de para Mason pois esse não seria a melhor maneira de resolver o problema que é Hannibal.

E então é a vez de Margot ter sua conversa com Hannibal, e as coisas que ele diz a ela podem ser manipuladoras, mas são bem verdadeiras, e então ele parece ser um pouco mais humano quando diz que ela pode pôr a culpa nele. Claro que essa é a única forma de ele conseguir fugir dali vivo, mesmo que acabe preso. E então Alana pede para que ele salve Will salve Will se ela o soltar. 

Aí está um plano para fechar o plot, demorou mas a série finalmente entregou. Não foi a melhor maneira de fechar, mas com certeza ficou bom, principalmente com o suspense dado na mesa de cirurgia de troca de rosto. E com a cena das duas achando a “barriga-de-aluguel” que Mason prometei a série chegou mais uma vez no limite do aceitável para passar na TV, tirar o bebe morto de dentro da porca foi chocante, com certeza. Dar a Margot a chance de matar seu irmão opressor e sádico foi muito bom, melhor ainda foi Alana dizendo que enfiaram algo nele que estimulasse sua próstata. Melhor série.

Sinto que foi um pouco demais o Hannibal carregar Will nos braços, mas de qualquer forma ele fez o que prometeu e salvou Will. Depois de uma conversa com Hannibal, Chiyoh já pode seguir a vida, agora que a personagem foi esgotada não é mais necessária, e na minha opinião nem devia ter surgido realmente. E então é chegada a hora de Will e Hannibal terem sua conversa, final, é quase como se os dois voltassem a terapia. O que me alegra é que Will decide se separar, não quer fugir com ele mais, claro que Hannibal não fica feliz com isso, ele achava que tinha achado em Will alguém com quem compartilhar seus pensamentos, que os dois partilhariam uma conexão intelectual. Ele finalmente teria um amigo, mas não poderia ter isso já que Will não é psicopata a esse ponto.

E então Hannibal se entrega a polícia quando Jack aparece na casa de Will, e se entregando ele continua tendo controle sobre tudo, ou seja, todos sabem que esse foi o único motivo de conseguirem o prender, apenas porque ele deixou e imagino que essa tenha sido seu jeito de se manter próximo a Will. Como eu disse antes, fechou bem o arco, mas ficamos com um sentimento de que poderia ter sido bem melhor. Mas tenho altas expectativas para o próximo arco, que infelizmente será o final da série. Pelo menos dessa forma podem dá um final mais parecido com os livros do que com o do filme.


The Great Red Dragon (S03E08)

Sinopse: 
Hannibal Lecter está preso há três anos quando um novo homicida conhecido como "O Fada do Dente" emerge. Enquanto a investigação se desenrola, Jack Crawford recorre à ajuda de Will Graham para capturar esse assassino em série que tem famílias como alvo.

Para a minha felicidade finalmente chegamos ao episódio tão esperado, o inicio do arco do Dragão Vermelho. E mesmo com expectativas altas o episódio foi muito bem, prende a atenção e introduz a personalidade do novo “vilão” de maneira enigmática mas bem feita. A série muda um pouco a maneira de contar a história e se adapta ao novo arco de maneira perfeita, e ainda não entendo o por que de cancelarem.

O episódio começa já começa com Dolarhyde, sendo estranho no seu ambiente de trabalho, não nos é dado nenhum detalhe de onde ele está ou com o que trabalha o que ajuda a construir o clima do personagem, e já estamos acostumados com poucas informações dadas nessa série. Mas pelo menos não foi devagar, vemos ele encontrando a matéria sobre o quadro de Wiliam Blake e sua fascinação pela figura do Dragão Vermelho, pela força e poder que a imagem transmite. Vemos então ele começar a se transformar no dragão, ele quer atingir a perfeição física. A cena toda é muito bem feita e resume bem como a obsessão dele vai tomando forma, primeiro o corpo, depois a tatuagem e então a dentadura. Finalizado a cena introdutória com ele abrindo os braços em gente ao espelho, perfeito.

E então temos Hannibal, da igreja em Palermo a cela em Maryland, a pequena montagem de cenas nos mostra o que houve até ele ser preso, e então temos um time jump de três anos com Alana sendo a pessoa que o trata dentro da prisão psiquiátrica. O diálogo dos dois nos põe a par do que aconteceu durante o julgamento dele, de certa forma. Ele consegue evitar a pena de morte apenas porque os psicólogos que o tratam alegam que ele é louco e merece ser estudado. Ainda paira no ar o fato de que ele pretende matá-la e sinceramente, eu mal posso esperar.

Voltando a Dolarhyde, a transformação dele em Dragão Vermelho continua, e enquanto ele está fazendo sua performance na frente do espelho ele acaba ouvindo um rugido bem mais real do que os que ele está produzindo, isso mostra que ele já está começando a formar o personagem do Dragão como algo real separado dele. Esse é o sinal de seu primeiro crime como Tooth Fairy, provavelmente.

Pulamos novamente para Hannibal, que prepara uma sobremesa para Chilton, um de suas favoritas e que ele já tinha feito antes (não consigo lembrar de que vaca Hannibal está falando, então seguimos em frente, ok?). O propósito da conversa dos dois é bem clara, Chilton quer fazer Hannibal voltar a ativa, ele claramente tenta manipular Hannibal apelando para sua vaidade, querendo dar a entender que como serial killer ele já não é mais interessante e o Tooth Fairy é a nova moda. Ele também consegue um pouco de informação sobre o perfil de Tooth Fairy direto de Hannibal.

E então, com a próxima cena percebemos que Chilton não é mais o diretor da prisão psiquiátrica, e sim Alana. E assim ele continua sendo deixado de fora do grupo (pobre Chilton), ainda mais pelo fato de mesmo preso Hannibal continuar escrevendo artigos científicos que contradizem o livro dele. Chilton avisa Alana de que Hannibal pode querer voltar a ser relevante logo, já que agora ele tem competição.

E então, após um cena bem estranha com Dolarhyde sendo consumido por um de seus vídeos caseiros, que eu imagino ser simbólico para ele escolhendo uma de suas vitimas, temos um paralelo entre ele e Hannibal enquanto os dois leem a matéria de jornal sobre os crimes de Tooth Fairy. Então vemos que Dolarhyde é adepto do scrapbooking e também é fã de Hannibal, tem muitas páginas dedicadas a ele e seu scrapbook.

E agora é o momento de nos vermos Will, vivendo sua vida comum quando Jack chega para tira-lo de seu sossego, assim como fez no começo da série. Ele claramente não quer voltar a ajudar o FBI, não quer entrar na cabeça de assassinos mais, não quer correr o risco de que aconteça o mesmo que aconteceu com quando estava investigando Hannibal. Conhecemos Molly, sua esposa e o filho dela, Will tem uma nova família pelo qual precisa se preocupar e ir atrás de um assassino pode ser perigoso para eles também. É claro que Jack consegue, por meio de Molly, convencer Will a se juntar a ele para capturar o Tooth Fairy, mas talvez o que realmente fez Will ajudar Jack é a carta que Hannibal lhe envia dizendo para ele não ajudar. Por mais batida que seja, psicologia reversa acaba funcionando... pelo que me parece Hannibal pode ter sido sincero em seu conselho a Will, mas nunca se sabe, pode ser só uma armadilha mesmo.

E então temos Will fazendo o que sabe melhor, interpretando cenas de crime, e devo dizer que estava com saudade de ver isso. É sempre tão bem representado na série a habilidade dele, a maneira como ele entra na cabeça do assassino. No caso dessa família, achei brilhante ele passar a luz da lanterna e mostrar os corpos, ficou muito bem feito, e então ele entra em seu transe e recria a cena em sua cabeça. Com o passar a encenação vamos entendo o tamanho da brutalidade do que Dolarhyde fez, como a montagem da cena é doentia.

É muito divertido ver o grupo de volta ao trabalho (menos a Beverly que foi fatiada... RIP), Price e Zeller voltam para investigar o assassinato dos Leeds, os dois parecem ter evoluído durante esses três anos (Price é Agente Especia Price agrora HAHA), a referência a Freddie Lounds é óbvia, o que também é bem divertido de ouvir. Jack, Will, Zeller e Price juntos em cena de novo é tão bacana de ver, eu gosto muito da primeira parte da temporada, mas precisa ver isso de novo antes de me despedir da série com certeza.

Vemos Dolarhyde novamente, e dessa vez vemos ele sendo atraído pela sua dentadura, um símbolo de seus crimes. A forma com que a loucura dele é representada mostra como ele e Hannibal são diferentes, ele claramente é levado a fazer o que faz por um trauma grande que o levou a loucura, quando Hannibal, mesmo tendo sofrido seus traumas é bem mais sociável em seu estado psicopata, se é que vocês me entendem. 

Os resultados forenses não levam a muito lugar, então Will decide pedir a Jack para ir ver Hannibal já que a única chance que eles tem de pegar o Tooth Fairy antes da próxima família ser assassinada, que deve ser na próxima lua cheia, é voltando a analisar a mente de um serial killer, voltar a entender o mecanismo da mente deles, e o mais próximo é Hannibal. E então temos o reencontro dos dois, e esse é um ótimo jeito de finalizar o episódio. 

Não há do que reclamar realmente desse episódio, a introdução doe Dolarhyde foi ótima e ainda vimos muito do que aconteceu durante os 3 anos que se passaram, revemos personagens querido e a série voltou a ter novamente o seu estilo original. Quase não senti o tempo passar e mal posso esperar para ver mais.


Redes Sociais

SNAPCHAT

SNAPCHAT

ANÚNCIO