Resenha | Lugares Escuros

Título: Lugares Escuros
Título Original:  Dark Places

Autor(a): Gillian Flynn
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Páginas: 352
Sinopse:  Libby Day tinha apenas sete anos quando testemunhou o brutal assassinato da mãe e das duas irmãs na fazenda da família. O acusado do crime foi seu irmão mais velho, que acabou condenado à prisão perpétua. Desde aquele dia, Libby passou a viver sem rumo. Uma vida paralisada no tempo, sem amigos, família ou trabalho. Mas, vinte e quatro anos depois, quando é procurada por um grupo de pessoas convencidas da inocência de seu irmão, Libby começa a se fazer as perguntas que até então nunca ousara formular. Será que a voz que ouviu naquela noite era mesmo a do irmão? Ben era considerado um desajustado na pequena cidade em que viviam, mas ele seria mesmo capaz de matar? Existiria algum segredo por trás daqueles assassinatos?

Depois do arrebatador Garota Exemplar, a expectativa para ler outras obras de Gillian Flynn estava bastante altíssima. A escrita que manipula, que brinca com o leitor, e os personagens realistas e plurais me tornaram fã do trabalho da escritora. Com a leitura de Lugares Escuros, pude constatar que ela não é uma dessas autoras de um acerto só. O segundo título não supera o que deu origem ao filme estrelado por Rosamund Pike e Bem Affleck, mas é um ótimo thriller.

Lugares Escuros acompanha Libby, que viu sua mãe e duas irmãs serem assassinadas quando era criança. Agora adulta, a protagonista passa a se questionar sobre quem esteve por trás das mortes. 

A autora soube elaborar bem o mistério apresentado. A forma como ela nos leva através das descobertas de Libby é sensacional. Cria tensões quando necessário, te faz inventar mais e mais teorias e no final consegue te surpreender de forma inacreditável. 

O livro é dividido entre capítulos com o ponto de vista de Libby no presente, e de seu irmão e sua mãe no passado. Tudo foi muito bem montado. As informações apresentadas se complementam perfeitamente dando um ótimo ritmo para a narrativa.

Em certo momento, o livro pega um ritmo super frenético, com revelação atrás de revelação. Porém, a autora sabe trabalhar isso com sua escrira de forma a não atirar tudo na cara do leitor. Tudo é muito bem apresentado. Ela te leva para dentro daquilo tudo e você nem percebe. 

Lugares Escuros não supera o incrível “Garota Exemplar”, obra que deu todo o renome de Gillian Flynn, mas se mostrou um ótimo thriller que envolve o leitor com seu mistério e escrita incríveis.

Lucas Zeferino

Redes Sociais

SNAPCHAT

SNAPCHAT

ANÚNCIO