Review | Supernatural - Out of the Darkness, Into the Fire (S11E01)

Um remember de Croatoan. 



Entra ano, sai ano, e Supernatural continua retornando com novos episódios. (Por mais que muitos achem que os irmãos Winchester já tenham passado por tudo que possa acontecer de ruim no mundo sobrenatural.)  Mesmo sendo  idosa entre as séries de TV, segue mostrando que ainda possui fôlego. 

Após conseguirem tirar a Marca de Caim de Dean, os irmãos liberaram a Escuridão e agora têm que lidar com as consequências disso. Logo de cara vemos o papo cabeça que Dean teve com a nova vilã e descobrimos que ela possui a Marca. Esse “laço especial” entre os dois e o fato de que Dean foi o único a conversar com ela não pode resultar em algo bom. Com certeza só servirá para colocar os irmãos um contra o outro. 

Após esse início de episódio com o que aconteceu exatamente após o fim da temporada passada, a série entrou em um clima meio The Walking Dead, meio Croatoan. Os irmãos chegam a um hospital e descobrem que algumas pessoas estão agindo feito loucas. Um lance meio zumbi mesmo. 

Lá encontram um pai tentando salvar seu bebê da horda de pessoas que os querem matar. Sam e Dean conseguem ajudá-lo, porém, ele foi infectado e deixa sua filha nas mãos de Jenna, policial que está junto com eles. O plot principal foi esse, com todo o clima já visto em Croatoan, onde eles têm que evitar ser infectados. Apesar de ser algo repetido, havia todo o mistério de o que é a Escuridão e como é essa tal infecção, deixando a história interessante. Ainda mais que isso será levado para o restante da temporada e não ficará restrito a um caso de um episódio. 

Ainda mais com o twist não tão twist assim, com Sam sendo infectado enquanto ajudava Dean a liberar o caminho para que Amara fugisse com a bebê. Sam tem apenas algumas horas até ficar louco e começar a atacar todo mundo. Será como que irão resolver isso? Provavelmente só darão um jeito temporário para que isso se estenda por toda a temporada. 

Paralelo a isso, vimos Castiel sob o efeito do feitiço de Rowena. Óbvio que ele não conseguiu matar Crowley, que fugiu. Após passar  o episódio inteiro tentando escapar, Cass é capturado por uns anjos que aparentam não ter boas intenções.

O tapa na cara final que levamos nesse episódio foi devido ao bebê. A menina também possui a Marca! Como assim?! O que será que isso quer dizer? 

Esta não foi a melhor premiere de Supernatural mas o episódio foi bom. Espero que saibam desenvolver esses ganchos criados e que a série consiga manter o fôlego que recuperou com as últimas temporadas. 

PS: Estaríamos próximos da volta de Luficer? 


Lucas Zeferino

Redes Sociais

SNAPCHAT

SNAPCHAT

ANÚNCIO