Review | Supernatural - Love Hurts (S11E13)



Com seu terceiro filler seguido, Supernatural vem com um episódio divertido e aparentemente inocente, mas que dá um pulo bem discreto na trama principal. Apesar da pequena decepção sempre que vejo que a história da semana será sobre um caso aleatório, preciso reconhecer que a série está mandando bem com esse tipo de episódio nessa temporada. Apesar de não interferirem na história, são divertidos, entretêm e possuem aquele clima característico da série.  
 
Com a temática do Dia dos Namorados, comemorado em fevereiro nos Estados Unidos, Dean e Sam investigam um assassinato cometido, supostamente, pelo chefe e amante da vítima. 

Os irmãos descobrem que se trata de um metamorfo. Mas não para por aí. O diferencial desse caso é que ele ataca com a aparência daquele ou daquela que é o maior desejo da vítima. 

Acompanhamos mais mortes e tentativas de assassinato no decorrer do episódio até que Dean decide servir como isca para atrair o metamorfo e poder matá-lo. 

O que ninguém esperava era a forma que o monstro iria assumir para chegar até o Winchester mais  velho. Ele decide atacar no corpo da Escuridão! O foco ficou tão em Luficer e Sam nos últimos episódios que ela não parecia mais ser uma ameaça tão forte. 

Isso promete muitos problemas até o fim da temporada, ainda mais com Cass servindo de casca para Luficer. Além da preocupação com o Cass, agora tem o Dean também. Não está fácil assistir a essa série. 


Lucas Zeferino

Redes Sociais

SNAPCHAT

SNAPCHAT

ANÚNCIO